Picos de Surf

Conhecida como “A Capital do Surfe” devido a grande quantidade de praias com ondas ideias para a prática do surfe, Ubatuba é um paraíso das ondas e dos esportes com prancha em geral. Além do surfe também é possível praticar Skimboard (A praia da Sununga é um dos melhores picos do mundo para o esporte), Stand Up Paddle atrai adeptos para remar nos rios e mares, Wakeboard, Kite Surf , windsurf e outros esportes são praticados por essas águas. Mas foi a partir da década de 70 e 80 com os grandes campeonatos de surfe rolando pelas areias de Ubatuba, tendo a Praia da Itamambuca como principal palco. Atualmente, devido aos altos valores cobrados em etapas internacionais, apenas etapas municipais, estaduais e nacionais acontecem por nossas areias. O Super Surf é um dos mais conhecidos e de maior reconhecimento, mas também existem etapas de outras competições.

Além do surfe Ubatuba também recebe campeonatos de outros esportes. Podemos destacar o Mundial de SUP Race que aconteceu nas areias da Praia do Cruzeiro e as etapas do campeonato nacional e Mundial de Skimboard que acontece anualmente nas areias da Praia da Sununga.

A história do esporte na cidade começa nos anos 60, quando os irmãos Paulo e Ricardo Issa jogaram suas pranchas de madeirite na praia da Enseada, em 1967, só por diversão.

Um ano depois, os brothers resolveram desbravar a então temida Praia Grande, com mar tão bravo, na época, que os caiçaras tinham medo de frequentá-la. Mas a moda pegou.

Em 1968, uma turma de aventureiros resolveu conhecer novos points para surfar e descobriram a praia de Itamambuca, com suas ondas enormes. Não é à toa que, hoje, Itamambuca é o palco dos principais campeonatos mundiais do esporte.

De brincadeira, a molecada começou a organizar competições e o assunto ficou tão sério que, em 1972, Paulo Issa fundou a Associação de Surf de Ubatuba (ASU), realizando o primeiro Festival Brasileiro de Surf, disputado até 1987.

Em 1979, outra entidade foi criada, a Associação Ubatuba de Surf (AUS), que promoveu, em 1988, o Sundek Classic, considerado um dos grandes acontecimentos do surfe mundial.

Tantos anos se passaram, mas o surfe está enraizado em Ubatuba, fazendo parte da vida da cidade e sempre revelando grandes nomes internacionalmente conhecidos.

De cara, podemos citar dois, ambos nascidos em Ubatuba: Filipe Toledo, é a promessa do surfe brasileiro e vem figurando entre os principais surfistas da elite mundial; e Wiggolly Dantas, o Guigui, outro reforço ubatubano no WCT.

Conheça aqui alguns picos para prática do surf em Ubatuba com a indicação da ondulação que favorece o pico.

Para maiores informações consulte o "Manual do Surf de Ubatuba".

Em Ubatuba existem ondas para todos os “níveis” de surfe, desde de picos secretos que só os locais conhecem a praias mais badaladas passando pelas lendárias ondas do “Patieiro” - local onde quebram ondas de cerca de 4 metros próximo a ponta grossa e só é possível acessar de barco é indicada apenas para surfistas experientes - de norte a sul Ubatuba tem onda de qualidade, escolha a sua e caia no mar.

As principais praias são:

Praia do Sapê - sul/sudeste
Praia Dura - sul/sudeste
Sununga - sul/sudeste (skimboard)
Toninhas - sudeste/leste
Grande - sul/sudeste/leste
Tenório - sul/sudeste
Vermelha do Centro - sul/sudeste/leste
Perequê-Açú - leste
Vermelha do Norte - sudeste/leste
Itamambuca - sul/sudeste/leste
Félix - sul/sudeste/leste
Promirim - sul/sudeste
Fazenda - sul/sudeste
Brava do Camburi - sul/sudeste/leste


Visite Ubatuba

Saiba um pouco mais sobre este paraíso.

Copyright© Associação Comercial de Ubatuba - Todos os direitos reservados.
desenvolvimento